Blog dos Poetas

Julga-me a gente toda por perdido

de

Julga-me a gente toda por perdido,
Vendo-me tão entregue a meu cuidado,
Andar sempre dos homens apartado
E dos tratos humanos esquecido.

Mas eu, que tenho o mundo conhecido,
E quase que sobre ele ando dobrado,
Tenho por baixo, rústico, enganado
Quem não é com meu mal engrandecido.

Vá revolvendo a terra, o mar e o vento,
Busque riquezas, honras a outra gente,
Vencendo ferro, fogo, frio e calma;

Que eu só em humilde estado me contento
De trazer esculpido eternamente
Vosso fermoso gesto dentro na alma.

postado por em 16-01-2011
Compartilhar

6 Comentários para “Julga-me a gente toda por perdido”


  1. Ednaldo da R. Domingos Goncalves disse:

    Estilo classico mais uma vez neste soneto. o melhor poeta do Universo para mim! LUIS DE CAMOES.


  2. dulce poettizza disse:

    hola muy lindo tu blog..
    yo escribo tambien..pasate si queres
    besoss


  3. paulo disse:

    Muito bom este poema dedico a meu amigo Marcelo , minha amiga
    Carolina Tosta , Carolina Andressa ,
    Giovanna Labecca , comentario escrito por Paulo.


  4. Fernanda Clara disse:

    Muito lindo este poema,
    este estilo classico encanta a todos.
    Eu tbm escrevo, e entendo tamanha força que este poema nos passa.
    e poucas pessoas adimiram isso hoje.
    Obrigada por nos favorecer Coisa tão encantdora como essa.


  5. dany disse:

    sim.perfeitamente sim.filosoficamente sim. ele é completamente bom no que faz.


  6. TÂNIA GAMA disse:

    Um blog que incentiva a busca pelo universo da poesia Ederson Peka.
    Só pode ser nota 10!
    E a poesia de Luís de Camões é de muita sabedoria, um clássico perfeito!

Deixe Seu Comentário