Blog dos Poetas

O Bicho

de

Vi ontem um bicho
Na imundície do pátio
Catando comida entre os detritos.

Quando achava alguma coisa,
Não examinava nem cheirava:
Engolia com voracidade.

O bicho não era um cão,
Não era um gato,
Não era um rato.

O bicho, meu Deus, era um homem.

postado por em 12-01-2007
Compartilhar

7 Comentários para “O Bicho”


  1. Charlyane Mirielle disse:

    Lindo e inesquecível poema.
    Sua força poética e sua mensagem arrepia !

    Isto é poesia e verdade !


  2. augustu disse:

    esse poema foi o melhor q ja ouvi!!!
    inesquecivél MANUEL BANDEIRA…


  3. ESSA É A VERDADEIRA FORÇA DA EXPESSÃO HUMANA disse:

    “ESSA É A VERDADEIRA FORÇA DA EXPESSÃO HUMANA…VIVIDA POR MISÉRAVEIS SEM CULPA.”


  4. gabi disse:

    eu gostei muito


  5. Rayane Kastylho disse:

    Realista e Arrepiante!


  6. Ediloy Antonio Carlos Ferraro disse:

    O poeta nos narra a mais cruel das verdades, a desigualdade entre humanos, o que nos faz diferentes, e, o pior, a convivermos com esta realidade como algo natural…

    MÃOS EM SÚPLICAS

    pungentes retratos
    momentos comuns
    Seres em destratos

    em cada esquinas,
    mãos em súplicas,
    pães escassos

    quadros frequentes,
    triviais e até banais
    vidas indiferentes

    cenas normais,
    almas dormentes
    não se ressentem mais

    (Ediloy A.C.Ferraro)


  7. claudia cabral disse:

    Ao lêr este poema pela 1°vez em sala de aula,mim emocionei,com a delicadeza,com a verdade de uma realidade que nos aflinge todos os dias.
    sou grata ao meu eterno professor(Roberto)por mim dá um presente tão lindo como este;ao escritor manoel bandeira,por nos dar tanta riqueza em sua litúrgia.

Deixe Seu Comentário