Blog dos Poetas

Cinismos

de

Eu hei de lhe falar lugubremente
Do meu amor enorme e massacrado,
Falar-lhe com a luz e a fé dum crente.

Hei de expor-lhe o meu peito descarnado,
Chamar-lhe minha cruz e meu Calvário,
E ser menos que um Judas empalhado.

Hei de abrir-lhe o meu íntimo sacrário
E, desvendar a vida, o mundo, o gozo,
Como um velho filósofo lendário.

Hei de mostrar, tão triste e tenebroso,
Os pegos abismais da minha vida,
E hei de olhá-la dum modo tão nervoso,

Que ela há de, enfim, sentir-se constrangida,
Cheia de dor, tremente, alucinada,
E há de chorar, chorar enternecida!

E eu hei-de, então, soltar uma risada…

postado por em 17-05-2009
Compartilhar

6 Comentários para “Cinismos”


  1. Domingos de Souza Nogueira Neto disse:

    Olá,
    Lindíssimo o blog. Queria recomendar três poetisas brasileiras que valem a pena: Cora Coralina, Adélia Prado e Cláudia Roquette Pinto. São poetizas de versos de qualidade que certamente multiplicarão o prazer (já enorme) de estar aqui. Abraços. Domingos.


  2. Michelle disse:

    Ao ler esta poesia ,,me atingiu ao fundo..
    Simplesmente fantástico..sem palavras!!!
    Não haveria palavras para descrever..tamanha beleza…


  3. Brunna Duarte disse:

    Eu gostei bastante, do site e da poesia!

    Me faça uma visita quando puder, amigo pelas palavras….


  4. Gil Nascimento disse:

    Caro colega muito profunda essa poesia.
    Parabéns!

    Tua colega Gil Nascimento


  5. Giulia Sodesso disse:

    Adorei a poesia, o blog muito bom também. Parabéns,
    voltarei sempre. 😉


  6. Julia disse:

    Gostei muito do seu site. E, se me permite, gostaria de acrescentar dois outros nomes, que têm trabalhos fascinantes : * Federico Garcia Lorca *
    …”Foi na noite de Santiago
    e quase por compromisso.
    Apagaram-se os lampiões
    e acenderam-se os grilos.”… – A Casada Infiel; e,
    * Neide Archanjo *
    …”E a vida continuou
    subterrânea
    vital
    líquida corrente
    ainda que seu percurso de carne e
    argamassa
    congelasse a superfície.”… – Cansei

Deixe Seu Comentário