Blog dos Poetas

Versos a Jesus

de

Serviu-te a manjedoura humilde de começo,
nem palácios reais, nem berços de cetim…
– aliás, para pregares a obra que conheço
tu só podias mesmo ter nascido assim…

Decorei tua história e dela não me esqueço
porque sei que tu foste humano e igual a mim!
– e sofreste, e sonhaste, e pagaste por preço
do teu sonho o Calvário que aureolou teu fim!

Sem falsas liturgias revelaste a Vida,
e curvado, com o peso da cruz sobre os ombros
sangraste os pés desnudos na íngreme subida…

Inútil sacrifício!… Hoje, apóstolos teus
reduzindo a grandeza do teu sonho a escombros
mercadejam teus restos em nome de Deus!

postado por em 16-11-2006
Compartilhar