Blog dos Poetas

No turbilhão

de

No meu sonho desfilam as visões,
Espectros dos meus próprios pensamentos,
Como um bando levado pelos ventos,
arrebatado em vastos turbillhões…

Num espiral, de estranhas contorções,
E donde saem gritos e lamentos,
Vejo-os passar, em grupos nevoentos,
Distingo-lhes, a espaços, as feições…

– Fantasmas de mim mesmo e da minha alma,
Que me fitais com formidável calma,
Levados na onda turva do escarcéu,

Quem sois vós, meus irmãos e meus algozes?
Quem sois, visões misérrimas e atrozes?
Ai de mim! ai de mim! e quem sou eu?!…

postado por em 19-07-2009
Compartilhar

6 Comentários para “No turbilhão”


  1. Ediloy Antonio Carlos Ferraro disse:

    …imortalizar-se talvez seja reviver nos sentimentos a cada leitura que se lhe faça…As emoções humanas, pungentes, marcantes, atravessam os tempos…que atualidade nos traz estes versos turbilhonados por uma mente privilegiada e transtornada. Antero de Quental, para quem aprecia obras psicografadas, é o personagem título do livro Memórias de um suícida, onde colhe o infausto de, na fuga de seus “fantasmas interiores” desfaz-se da própria vida física… teus versos candentes choram tuas desditas, nos premiando em deleites com tua agonia poética, lírica, rica e lindíssima…


  2. Graciela disse:

    Olá adoro esse blog!! Coloquei um link no meu! bj bjs


  3. Luiz Vieira disse:

    Oi pessoal, adoro Antero de Quental, essa poesia é muito boa mesmo. Parabéns a equipe de blogueiros.
    Aproveito pra deixar aqui o endereço do meu, tem poesias inéditas lá.
    teatrodocaos.wordpress.com


  4. juliana disse:

    Nossa eu adoro poesias …. poemas … amo tudo que envolve “palavras” …. estou começando um blog …. escrevendo com minhas próprias palavras … quem sabe um dia serei uma poeta conhecida….rsrs…

    Amei seu blog, Parabéns ….

    Bj.


  5. Felipa disse:

    Não conhecia este poema do Antero, mas acho que ele reflecte o que se passa em minha alma muitas vezes. Fantasmas e visões difusas se misturam e me atormentam a mente e as emoções…


  6. FABRICIO ALVES disse:

    SIMPLESMENTE SENSACIONAL! NÃO HÁ PALAVRAS PRA DESCREVER…

Deixe Seu Comentário