Blog dos Poetas

Momento

de

Nos olhos dos fuzilados,
Dos sete corpos tombados
De borco, no chão impuro
Eis!
…sete mães soluçando…

Nas faces dos fuzilados,
Nas sete faces torcidas
De espanto ainda, e receio,
sete noivas implorando…

E do ventre de além-mundo,
Sete crianças gritando
Na boca dos fuzilados…
Sete crianças gritando
Ecos de dor e renúncia
Pela vida que não veio…

Na boca dos fuzilados
Vermelha de baba e sangue,
…sete crianças gritando!

postado por em 11-08-2018
Compartilhar