Blog dos Poetas

Compensação

de

(…)
Esta ignorância humana.
Este silêncio do universo.
A sabedoria.
Hoje eu queria estar entre as nuvens, na velocidade das nuvens, na sua fragilidade, na sua docilidade de ser e deixar de ser.
Livremente.
Sem interesse próprio.
Confiante.
À mercê da vida.
Sem nenhum sonho de durarem até o ano 2000, de terem emprego público, férias, abono de Natal, montepio, prêmio de loteria, discurso à beira do túmulo, nome em placa de rua, busto no jardim…
(Ó nuvens prodigiosas, criaturas efêmeras que estais tão alto e não pretendeis nada, e sois capazes de obscurecer o sol e de fazer frutificar a terra, e não tendes vaidade nenhuma nem apego a esses ocasos!)
Hoje eu queria andar lá em cima nas nuvens, com as nuvens, pelas nuvens, para as nuvens…

postado por em 11-10-2009
Compartilhar

15 Comentários para “Compensação”


  1. Marcelo disse:

    Gosto desse poema da cecilia

    muito bom blog

    dá uma visitada no meu http://www.opasquim.br30.com

    e comenta lá , valeu


  2. EDILOY A C FERRAO disse:

    …que deleite flanar em devaneios com a poetisa eternizada na literatura pátria…seu sonhar distante é tão vivo, intenso, como a notícia fresca do jornal do dia, tuas divagações mostram a sensibilidade que transcendem épocas…
    Sim, só a almas sensíveis, ver as nuvens, não apenas preocupadas com o mal tempo, mas nas alegorias que alimentam palavras de belezas e de sentidos…

    Parabéns por esta postagem inspirada !


  3. Paulo disse:

    Não esta mau! 😛
    um blog muito bom.
    Que quizer que veja o meu http://comix17.blogspot.com/
    Podem cometar á vontade! 🙂


  4. Marília Montanha Pedroso. disse:

    Cecília Benevides de Carvalho Meireles.
    Sua obra reflete uma atmosfera de sonho, fantasia e, ao mesmo tempo, solidão e padecimento, como afirmava a escritora :
    ” Mas creio que todos padecem, se são poetas. Porque, afinal, se sente que o grito é o grito; e a poesia já é o grito ( com toda a sua força ) mas transfigurado”.
    Cecília Meireles, grandiosa, lírica, doce.
    ” A vida só é possível reiventada”. Em seu poema “Reinvenção.”
    O meu abraço fraterno.


  5. Vinícius disse:

    Ah, Cecília.
    Se tem um coisa que eu me arrependo, e bem falando; nem tenho como me arrepender, pois não tenho culpa – é de não ter muito tempo, por enquanto, para a leitura.

    Esse suave gosto de outro mundo, diferente das coisas eteriotipadas que se vêem hoje em dia em suas poesias me dão agua na boca – e nos olhos.


  6. Suênia disse:

    Descobri a poesia ceciliana ainda na infância, Cecília para mim é a referência máxima de uma poetisa…quando a leio a ouço, e quando ouço eu sinto que ela já sentiu o mesmo que eu… viajo através de suas crônicas…posso dizer que tenho uma alma Ceciliana, para sempre…


  7. Simone Dall' Agnol disse:

    Cecília Rara Cecília….
    Se não tivéseis nacido minha Cecília, eu não teria encontrado a luz da tua poesia
    Como pode ser assim humana e tão divina.
    Tua calma me encanta,
    Tua alma me ilumina,
    Ô Cecília se eu puder achar o anjo que te trouche,
    Se eu almenos encontra-lo, direi a ele:
    Como fizes-te uma alma tão perfeita assim?
    Chega a ser pecado lembrar de ti.
    Minha Cecília,
    Minha querida, és minha amiga mesmo não sabendo
    Mas o Poema me liga a ti,
    E minhas manhãs não são as mesmas Depois que a ti pude ler, através dos teus próprios poemas.
    Cecília alma pura, alma limpa,
    Deus lhe tem nos braços.
    De uma admiradora tua, eterna……..Cecília!


  8. giovana e mary disse:

    Nossa , gostamos muito desse trecho de poema , pois ele é muito interessante , e além disso ele retrata realmente aquilo que sentimos em certos momentos de nossa vida que é realmente sair da realidade.


  9. giovana e mary disse:

    Adoramos esse poema , pois ele realmente mostra o nosso desejo de ser livre e de sempre querer esta fora da realidade , de preferencia nas nuvens .


  10. Cleber disse:

    Cara Cecília, seu poemas, me inspiram para tudo que vou fazer, fiz ou farei nessa vida, digna de muita alegria. E venho lhe vangloria pelas tuas obras de enzimeas compaixões e reflexões ….By: seu maior fã, Cleber S2


  11. Pedro Affonso disse:

    gostei muito desse poema gostei tambem do modo que ela fala sobre seus sentimentos de estar nas nuvens
    sobre a mesma velocidade da musica


  12. Rafaela disse:

    Eu gostei bastante do poema.Acho ele bem completo.Os poemas da Cecilia Meirelhes são muito bons.Eu sou sua fã!!!!
    🙂


  13. JORGE GABRIEL disse:

    SAUDADES DE CECILIA MEIRELES


  14. Larissa disse:

    ADOOORO , suas poesias. Sao muitos lindas …UNICA


  15. Colégio Emmanuel disse:

    Seus poemas são uma fonte de inspiração para todos os alunos do colégio Emmanuel.
    Um abraço para você.E continue fazendo esse esplendido trabalho.Que contagia a todos.

Deixe Seu Comentário