Blog dos Poetas

Velho Tema, a Saudade

de

Quem não a canta? Quem? Quem não a canta e sente?
-Chama que já passou mas que assim mesmo é chama…
A Saudade, eu a sinto infinda, confidente.
Que de longe me acena e me fascina e chama…

Mágoa de todo o mundo e que tem toda gente:
Uns sorrisos de mãe… uns sorrisos de dama…
Um segredo de amor que se desfaz e mente…
Quem não os teve? Quem? Quem não os teve e os ama?

Olhos postos ao léu, altívagos, à toa,
Quantas vezes tu mesmo, a cismar, de repente
Te ficaste gozando uma saudade boa?

Se vês que em teu passado uma saudade adeja,
-Faze que uma saudade a ti seja o presente!
-Faze que tua morte uma saudade seja!

postado por em 27-01-2007
Compartilhar

7 Comentários para “Velho Tema, a Saudade”


  1. Anderson e Debora(Riachuelo) disse:

    Achamos o poema interessante,pois fala de uma saudade antiga,uma saudade eterna,o poema é legal pois une as pessoas diferentes,colocando-as em um mesmo nivel,ja que todos tem uma saudade de alguma coisa é isso ai.


  2. tatiana disse:

    gostei muito desse poema


  3. bianca disse:

    aii ainda bem q axei ese poema! tava procurando um poema sobre saudade! po trabalho mais eli eh lindo fala sobre a saudade q todos sentimos! ~xD


  4. Rennata Muniz disse:

    que poema lindo, muito lindo mesmo! Estava procurando algo que tocasse em minha alma de verdade 😀 Teve uma parte que me tocou mais, que foi: ” Faze que tua morte uma saudade seja!”


  5. Rosele disse:

    Bonito e sábio poema! Quem nunca sentiu saudade? É na saudade que se faz presença a quem ou que ausente está. Rosele


  6. Joao Martins Borges disse:

    Adoro poesias, viajo e concluo quimeras que me acalmam e me fazem mais feliz ainda que por vezes desiludido da natureza humana.


  7. karol disse:

    amei esse poema pois ele meche com a gente!

Deixe Seu Comentário