Blog dos Poetas

Vaidade

de

Sonho que sou a Poetisa eleita,
Aquela que diz tudo e tudo sabe,
Que tem a inspiração pura e perfeita,
Que reúne num verso a imensidade!

Sonho que um verso meu tem claridade
Para encher o mundo! E que deleita
Mesmo aqueles que morrem de saudade!
Mesmo os de alma profunda e insatisfeita!

Sonho que sou Alguém cá neste mundo…
Aquela de saber vasto e profundo,
Aos pés de quem a Terra anda curvada!

E quando mais no céu eu vou sonhando,
E quando mais no alto ando voando,
Acordo do meu sonho… E não sou nada!…

postado por em 08-05-2008
Compartilhar

2 Comentários para “Vaidade”


  1. Natália disse:

    não sou nada!


  2. Ediloy Antonio Carlos Ferraro disse:

    …a poetisa nos brinda com seu lirismo cáustico, por vezes lembra Augusto dos Anjos, se expondo e transpondo barreiras, sem pejo de ser sentir um Nada existencial… lindíssima !!!

Deixe Seu Comentário