Blog dos Poetas

Soneto de Contrição

de

Eu te amo, Maria, eu te amo tanto
Que o meu peito me dói como em doença
E quanto mais me seja a dor intensa
Mais cresce na minha alma teu encanto.

Como a criança que vagueia o canto
Ante o mistério da amplidão suspensa
Meu coração é um vago de acalanto
Berçando versos de saudade imensa.

Não é maior o coração que a alma
Nem melhor a presença que a saudade
Só te amar é divino, e sentir calma…

E é uma calma tão feita de humildade
Que tão mais te soubesse pertencida
Menos seria eterno em tua vida.

postado por em 07-04-2007
Compartilhar

7 Comentários para “Soneto de Contrição”


  1. Antônio Parente disse:

    Mil Beijos.

    “aguardem”


  2. Antônio Parente disse:

    …26/08/2006

    ALHURES

    queria muito ser como as folhas- qualquer folha- de qualquer árvore que no outono caem, mas trazem consigo a certeza que uma beleza ainda maior lhes acompanhará. e o colorido do chão que tão belo anuncia de forma triste dias acinzentados do outono. todos os dias, são dias bons. há como queria uma nova estação. uma outra dimensão. somos todos outono, declinio, decadencia é a ciclagem da vida.

    Escrito por felixparente às 12h29
    [(0) Comente] [envie esta mensagem]
    está em fxparente.zip.net


  3. Antônio Parente disse:

    WHERE ARE YOU NOW

    estou a tua procura, te querendo para viver um grande momento de prazer. um fim de semana seria melhor. sem planos, sem cobranças apenas prazer. o tempo inteiro desnudos. vestir somente quando conhecessemos por completo o “MENU”, só assim justificar-se-ia o vestir na tentativa de alcançar um novo sabor. que nos saciemos de tudo. foi assim uma vez. … onde esta voce agora.

    Escrito por felixparente às 12h09
    [(0) Comente] [envie esta mensagem]


  4. Antônio Parente disse:

    saci A e saci B – {saciar}

    saibas tu, que. também eu. aprecio em ti, os mesmos dotes que em mim, … te puderam saciar.

    Escrito por felixparente às 10h56
    [(0) Comente] [envie esta mensagem]


  5. Antônio Parente disse:

    15/08/2006

    – como a agua do araguaia que muito te banhou, correu todas as partes do teu corpo- também eu- e continuou a sua jornada e foi ao mar. lá fez-se vapor, fez-se chuva, fez-se tempestade e outra vez buscou o mesmo destino, o destino de toda água de qualquer rio. também assim eo meu amor meu MAR.

    Escrito por felixparente às 22h42
    [(0) Comente] [envie esta mensagem]


  6. Antônio Parente disse:

    existe uma paisagem interna uma geografia da alma cujos contornos buscamos durante toda a nossa vida mas só á alguns é concedido o direito de alcança-lo, e estes, vivem felizes e tranqüilos, tal qual a água que corre sobre a pedra. [do livro perdas e danos ]

    Escrito por felixparente às 22h35
    [(2) Vários Comentários] [envie esta mensagem]


  7. Antônio Parente disse:

    …sonhei muitas vezes com voce,desejei muitas vezes ter voce. mas nem de longe, nem de perto, juntando todos os meus sonhos vivi momentos assim. {local e data e amor respectivamente: VIANA-MA 2003 de m…pvh}

    Escrito por felixparente às 12h20
    [(0) Comente] [envie esta mensagem]

Deixe Seu Comentário