Blog dos Poetas

Soneto da Morte

de

Já da morte o palor me cobre o rosto,
Nos lábios meus o alento desfalece,
Surda agonia o coração fenece,
E devora meu ser mortal desgosto!

Do leito embalde no macio encosto
Tento o sono reter!… já esmorece
O corpo exausto que o repouso esquece…
Eis o estado em que a mágoa me tem posto!

O adeus, o teu adeus, minha saudade,
Fazem que insano do viver me prive
E tenha os olhos meus na escuridade.

Dá-me a esperança com que o ser mantive!
Volve ao amante os olhos por piedade,
Olhos por quem viveu quem já não vive!

postado por em 16-07-2006
Compartilhar

14 Comentários para “Soneto da Morte”


  1. raul disse:

    “nossa a morte é a dadiva da vida
    sou louco e para o mundo o louco é perfeito ahh doce é a as treva que mora em minha alma”

    ass: raul castro


  2. Fátima Sena. disse:

    Só canta a morte,quem infinitamente viveu e amou! Só morre de amor… quem é poeta! Aplausos p “Soneto da morte” !


  3. Luís Fernando A. da Silva disse:

    Dale Dona Solange, a senhora vai adorar essa poesia, um abraço!!


  4. joão paulo disse:

    Feliz é quem nunca nasceu. A morte é melhor que a vida, pois quem vive deve livrar-se dela.


  5. alyel disse:

    nossa a morte é um trunfo para pode vive,,.; a morte é facil dificio é viver,. a morte é muito melhor que a vida, nem todos pensam nisso como é dificil viver.,.,. A Morte nos Espera;.;.;.;.;.;;.;.;.
    kiss kiss kiss kiss kiss kiss kiss kiss kiss kiss


  6. Felipa disse:

    Credo, que gente deprimida…
    Morte é apenas uma etapa a que se chega depois de um caminho percorrido, seja grande ou pequeno, cada um tem o seu a percorrer e deve fazê-lo até ao fim. Custa? Claro que sim, mas quanto mais uma coisa é custosa de fazer mais a apreciamos depois de a ter feito.
    Não devemos procurar atalhos para encurtar o nosso caminho, pois cada etapa tem a sua razão de ser e só no final saberemos apreciar o descanso merecido, nunca antes.
    Esse poema foi escrito por uma pessoa que já estava doente (acho que faleceu muito novo, esse poeta) e então se compreendem as suas palavras, mas em jovens saudáveis as palavras de desânimo perante a vida só podem ser preguiça de viver e de encarar problemas que são sempre resolúveis (e se não forem e morrerem disso qual é o mal, não é a morte que anseiam?)…


  7. ingrid disse:

    nao somos deprimidos somos realistas


  8. ingrid disse:

    morte é libertação
    beijos sombrios de ingrid darkness


  9. karoline disse:

    Preciso de uma analise desse poema…pra segunda 21/06/2010…

    Aguém pode me ajudar?por favor…

    obrigada!

    bjus…


  10. Jéssica Braz disse:

    Nossa,tão profundo,tão belo,tão complexo…
    Simplesmente demais!
    Alvares de Azevedo é tudo…
    Escrevia tanto morte e morreu tão cedo…


  11. josue disse:

    e tao estranhoooo, os bons morrem jovens, e assim parece ser… Quando me lembro de vc q acabou indo emboooooora, cedo demaaaaaais.


  12. Williammy Collins Gorman Vonbosh disse:

    Ha! A doçe dadiva da Morte Podendo presumir que poucos tem a capacidade de morrer Dignamente somos todos um povo sonbrio sem luz ou alma alguma peço que entre em contato o mais rapido o posivel comigo o dono deste poste Preciso conversar tenho uma otima proposta
    Atenciosamente: Marechal Williammy Collins Gorman Vonbosh
    Tenha uma poua noite OBS: Se algem deste site der um bom escritor posso encaminhar-lo para a redaçao da revista New York times so dura ate o mes de Janeiro de 2010


  13. Eurivan disse:

    Boa Tarde para todos! A passagem que temos pela morte deve ser longa pois o ser humano necessita de grandes reflexões…..

    A morte me culmina para a regeneração. Coração desfalece e em mim falta ação.
    O brilho do dia em instantes escurece.
    Voz que me atormenta, o corpo compadece.

    Pois bem tudo que nos cerca faz parte de nossas vidas, principalmente a morte….

    Morrer é ter a certeza de ser um ser humano….


  14. Akyrio disse:

    Bem aventurada Morte, o inevitável destino humano e na brilhante mente de um poeta , ganha formas maravilhosas.
    A morte é uma punição para os fracos e uma libertação para os fortes, penso que só quem chora para não morrer, são os que não viveram a vida por completo os apegados a bens material e os realmente fracos de alma.

Deixe Seu Comentário