Blog dos Poetas

Se Eu Fosse um Padre

de

Se eu fosse um padre, eu, nos meus sermões,
Não falaria em Deus nem no Pecado
– Muito menos no Anjo Rebelado
E os encantos das suas seduções,

Não citaria santos e profetas:
Nada das suas celestiais promessas
Ou das suas terríveis maldições…
Se eu fosse um padre eu citaria os poetas,

Rezaria seus versos, os mais belos,
Desses que desde a infância me embalaram
E quem me dera que alguns fossem meus!

Porque a poesia purifica a alma
… e um belo poema – ainda que de Deus se aparte –
Um belo poema sempre leva a Deus!

postado por em 12-08-2003
Compartilhar

1 Comentário para “Se Eu Fosse um Padre”


  1. John D. Godinho disse:

    IF I WERE A PRIEST

    If I were a priest,
    I would not, in my sermons,
    speak of God,
    or of moral corruption
    —much less talk about the
    Rebel Angel
    and his charming
    seduction.

    I would not cite the saints
    and prophets,
    their heavenly
    promises
    or terrible curses…

    If I were a priest,
    I would cite the poets
    and pray their most
    beautiful verses;

    The kind that have lulled me
    since early childhood,
    some of which I wish
    I had written!
    For poetry purifies the soul…

    And a beautiful poem—
    even if distant from God—
    a beautiful poem
    always takes us to Him!

    Mario Quintana
    (Translated by John D. Godinho)
    If I were a priest in Nova Antologia

Deixe Seu Comentário