Blog dos Poetas

Quarto (Solombra)

de

Quero uma solidão, quero um silêncio,
uma noite de abismo e a alma inconsútil,
para esquecer que vivo, libertar-me

das paredes, de tudo que aprisiona ;
atravessar demoras, vencer tempos
pululantes de enredos e tropeços,

quebrar limites, extinguir murmúrios,
deixar cair as frívolas colunas
de alegorias vagamente erguidas.

Ser tua sombra, tua sombra, apenas,
e estar vendo e sonhando à tua sombra
a existência do amor ressuscitada.

Falar contigo pelo deserto.

postado por em 06-01-2007
Compartilhar

4 Comentários para “Quarto (Solombra)”


  1. Doit disse:

    Cecília Meireles…
    Sempre.
    Maravilhosas palavras!


  2. Doit disse:

    Ah, linkei vocês no meu blog. Sabem… Interesses em comum ^_^

    Muito útil o blog de vocês! Continuem assim.


  3. Natani disse:

    Eu gosto muito desse blog, muit mesmo!
    acesso já faz um tempo!

    é muito útil mesmo!

    Beijos


  4. Mônica disse:

    lindíssimas palavras.ninguém consiguiria ser tão abstrata e tão profunda.

Deixe Seu Comentário