Blog dos Poetas

Papel Picado

de

O poema esfarelou-se
na máquina de lavar roupa

O poema incorporou-se
à minha calça do avesso

postado por em 18-02-2008
Compartilhar

4 Comentários para “Papel Picado”


  1. Aline Gallina disse:

    M A R A V I L H O S O ! ! !
    Amei este poema!
    Faço questão que você conheça o meu blog, o “cincoespinhos.blogspot.com”, lá eu garimpo a internet em busca de escritos e escritores que se encaixem no tema do blog, tirando do semi-anonimato muitos autores bons. Também publico poemas feitos em parceria com a Pri Lopes(faz o blog comigo) e feitos individualmente. Não deixe de participar das enquetes!

    Abraços!


  2. Aline Gallina disse:

    Aliás… amo Nei Duclós!


  3. Camila disse:

    Oi! Amei a página, a proposta, os poemas postados, tudo.

    “As frases, quando ditas, são como portas, ficam abertas, quase sempre entramos, mas às vezes deixamo-nos ficar do lado de fora à espera de que outra porta se abra, de que outra frase se diga…”

    José SARAMAGO in O Ano da morte de Ricardo Reis

    Abraços!


  4. bro disse:

    legal…
    (G)

Deixe Seu Comentário