Blog dos Poetas

O Nosso Mundo

de

Eu bebo a Vida, a Vida, a longos tragos
Como um divino vinho de Falerno
Poisando em ti o meu olhar eterno
Como poisam as folhas sobre os lagos…

Os meus sonhos agora são mais vagos
O teu olhar em mim, hoje é mais terno…
E a Vida já não é o rubro inferno
Todo fantasmas tristes e presságios!

A Vida, meu amor, quero vivê-la!
Na mesma taça erguida em tuas mãos,
Bocas unidas hemos de bebê-la!

Que importa o mundo e as ilusões defuntas?…
Que importa o mundo e seus orgulhos vãos?…
O mundo, Amor!… As nossas bocas juntas!…

postado por em 30-12-2012
Compartilhar

3 Comentários para “O Nosso Mundo”


  1. João Marques disse:

    O amor e o vinho seguem uma só diretriz precisão ser envelhecidos, para quebrar o grande teor de acidez, no amor este é o ciúme, novinho é o teor de fermentação, com o tempo ambos passaram a ter ótimos sabores.


  2. Lena disse:

    Posso fazer um pedido? Nunca deixem esse blog acabar, porque eu o acho incrível! Ele é tudo que eu pedi. As vezes, entro aqui e fico horas lendo poemas. Obrigada pelo trabalho!


  3. EDILOY A C FERRARO disse:

    A sonoridade deste soneto, seu humor sutil, debochado, acre, incendiado por seu erotismo leve, que faz refletir e sentir…

Deixe Seu Comentário