Blog dos Poetas

O Mosquito Escreve

de

O mosquito pernilongo
trança as pernas, faz um M,
depois, treme, treme, treme,
faz um O bastante oblongo,
faz um S.

O mosquito sobe e desce.
Com artes que ninguém vê,
faz um Q,
faz um U e faz um I.

Esse mosquito
esquisito
cruza as patas, faz um T.

E aí, se arredonda e faz outro O,
mais bonito.

Oh!
já não é analfabeto,
esse inseto,
pois sabe escrever o seu nome.

Mas depois vai procurar
alguém que possa picar,
pois escrever cansa,
não é, criança?

E ele está com muita fome.

postado por em 25-02-2009
Compartilhar

4 Comentários para “O Mosquito Escreve”


  1. leiza disse:

    Que mosquito inteligente já o nome sabe escrever. Mais não esqueceu de sua origem, pois com fome voltou a ser mosquito, como ele disse ser criança cansa.


  2. Lahlih disse:

    Mtu foofu! ameii… mosquitinho esperto en?!


  3. maria terezinha klem de azevedo disse:

    Cecília Meireles foi a poetisa que mais me inspirou durante meus anos de escola. Hoje, como professora, uso seus belos poemas em minhas aulas. Ah, “O mosquito escreve” será o próximo poema que trabalharei com meus alunos. Farei um eixo entre o personagem do poema com um outro parente dele que vem assustando nosso município, o mosquito da Dengue. Acho que começar um tema tão massacrante com um poema bem descontraído vai ser bem legal.


  4. thayna disse:

    muito legal o poema parabens..

Deixe Seu Comentário