Blog dos Poetas

O Amor Quando se Revela

de

O amor, quando se revela,
Não se sabe revelar.
Sabe bem olhar p’ra ela,
Mas não lhe sabe falar.

Quem quer dizer o que sente
Não sabe o que há de dizer.
Fala: parece que mente
Cala: parece esquecer

Ah, mas se ela adivinhasse,
Se pudesse ouvir o olhar,
E se um olhar lhe bastasse
Pra saber que a estão a amar!

Mas quem sente muito, cala;
Quem quer dizer quanto sente
Fica sem alma nem fala,
Fica só, inteiramente!

Mas se isto puder contar-lhe
O que não lhe ouso contar,
Já não terei que falar-lhe
Porque lhe estou a falar…

postado por em 13-10-2003
Compartilhar

8 Comentários para “O Amor Quando se Revela”


  1. Robson Campos disse:

    Lindo poema!
    Adorei!
    Gostaria de receber poemas através de email.
    obrigado.


  2. Ana Carine disse:

    Os poemas de Fernando Pessoa são simplesmente maravilhosos!
    Esse então dispensa grandes comentários.
    AMEI!
    Também gostaria de receber poemas através do meu e-mail.
    Obrigada.


  3. Jose Daniel de Souza nascimento disse:

    os poemas são muito boes eu adorei não tem palavas pra diser eu adoraria receber poemas pelo meu e-mail


  4. quinha disse:

    adorrrrrrrrrrrrreeeei esse poemas e gostaria de receber diversos poemas pelo meu e-mail


  5. liany disse:

    amei o poema,muito lindo
    como as palavras se interagem,não tenho palavras para dizer o quanto ameu……
    so sei que é divino…..parabens..adoraria receber esses poemas maravilhoso em meu e-mail….


  6. zilda disse:

    adorei o poema,é lindo!!gostaria de receber esses poemas para o meu email…


  7. Carol disse:

    Noss eu pensei q esse poema era do Ferreira Gullar


  8. EDILOY A C FERRARO disse:

    A timidez encobre as emoções, quando a fala não diz o que os olhos, saltados na emoção, parecem atropelar os lábios, ambos empacam, estacam, resta o olhar, o brilho dele, a revelar que o amor, enfim, é chegado…

Deixe Seu Comentário