Blog dos Poetas

Natureza Íntima

de

Cansada de observar-se na corrente
Que os acontecimentos refletia,
Reconcentrando-se em si mesma, um dia,
A Natureza olhou-se interiormente!

Baldada introspecção! Noumenalmente
O que Ela, em realidade, ainda sentia
Era a mesma imortal monotonia
De sua face externa indiferente!

E a Natureza disse com desgosto:
“Terei somente, porventura, rosto?!
“Serei apenas mera crusta espessa?!

“Pois é possível que Eu, causa do Mundo,
“Quanto mais em mim mesma me aprofundo,
“Menos interiormente me conheça?!”

Ao filósofo Farias Brito
postado por em 12-07-2004
Compartilhar

6 Comentários para “Natureza Íntima”


  1. MARIA APARECIDA DE OLIVEIRA disse:

    “POEMA ECOLÓGICO”

    autor:Maria Aparecida de Oliveira
    Curitiba-Paraná-Brasil, escrito em 1982

    Pequeninos desta geração
    Aprendam com muito carinho
    a natureza respeitar, para sua perpetuação
    Nossa galáxia está sentindo…
    a dor da terrível destruição !

    Ar, água e fertilidade
    são a vida para as densas florestas
    que vão formar e alimentar os rios
    influindo na conservação da terra
    e na modificação de todo o clima
    regulando toda a natureza…
    e liberando o ar puro…que respiramos !

    Por Deus, roguem aos adultos…
    não destruir a natureza:
    sem carência, pois não queremos cair…
    asfixiados com o ar tão poluído
    ou afogados nas enchentes
    dos grandes rios sofridos !

    E nas cidades não podemos padecer
    apavorados com o perigo das erosões
    que sofrem as consequências do,
    desmatamento quase sempre inadequado
    provocando violenta infiltração…
    das águas despejadas pelas chuvas
    que deveriam somente molhar o chão
    o necessário para sobreviver
    a vegetação, animais, e o próprio homem.

    Eno entanto já presenciamos “desabamentos”
    na pele, jornais e tv,
    gente fugindo ás pressas…
    e as águas tragando os seus pertences…
    por isso devemos ó crianças…
    a nossa flora e fauna proteger
    caso contrário, que tristeza
    podem até desaparecer !

    Ao longo das estradas…
    barreiras gigantes, impedem o tráfego
    impedindo o tráfego, prejudicam o bom andamento
    da vida, que não para, no minucioso tempo,
    e se cortarem uma árvore,
    plantem três em seu lugar,
    garanta o reflorestamento
    participe do bom ar !

    Quanto aos rios, não oss sugem…
    atirando plásticos, latas ou outros
    objetos qualquer…
    abastecem nossas redes d`água
    que permitem a nossa espécie
    prosseguir…
    alimentam a nossa sede
    e também dos animais,
    servindo de “lar” pros peixes”
    e também pra certos tipos de vegetais !

    Não provocar incêndios ou queimadas
    não perturbaro ar pra vicer…
    com poluentes das fábricas e carros,
    só dependerão de você…
    concientizando os seus pais,
    vizinhos, parentes e amigos
    evitando enquanto é tempo
    para o oxigênio puro, a gente ter !

    Finalmente pequeninos
    fixem bem o ensinado…
    fiscalizem e preservem
    a natureza que é vosso legado…
    protejam a ave, o bosque, o animal
    e sigam firmes nesse ideal !

    NOTA: esse poema foi extraído do livro:”Rimando Observo”, livro este
    escrito por:Maria Aparecida de Oliveira no ano de 1982 a 1983,
    de Curitiba Paraná Brasil, e, ainda nessa década “emprestado” a
    uma colega de trabalho lá da Escola Abaeté, que estudava a
    faculdade na cidade de Prudente-São Paulo, e “divulgou “esse
    texto lá…não me lembro o ano agora…O livro “Rimando
    Observo”, ainda não foi editado por falta de recurso financeiro,
    como o grande acervo da autora…que espera em Deus, para
    realizar esse sonho…e a boa vontade de quem interessar possa


  2. pedro disse:

    ESTE POEMA E PEGUEI POR QUE ERA UM TRABALHO DE ESCOLA E EU LI ELE E GOSTEI MUITO DA VOTADE DE LER DE NOVO


  3. gabi disse:

    que chato


  4. luana disse:

    ´e bom pra quem tem vontade de ler e é bastante inteligente,mas quem não tem vontade de ler e é burro ai ja fica difissil…


  5. bianca caroline santos barbosa disse:

    foi muito lindo a poesia de vinicios morais!!!


  6. aninha disse:

    adorei os poemas!!!

Deixe Seu Comentário