Blog dos Poetas

Na Ilha Por Vezes Habitada

de

Na ilha por vezes habitada do que somos, há noites,
manhãs e madrugadas em que não precisamos de morrer.
Então sabemos tudo do que foi e será.
O mundo aparece explicado definitivamente e entra em nós uma grande serenidade,
e dizem-se as palavras que a significam.
Levantamos um punhado de terra e apertamo-la nas mãos.
Com doçura.
Aí se contém toda a verdade suportável: o contorno, a vontade e os limites.
Podemos então dizer que somos livres,
com a paz e o sorriso de quem se reconhece
e viajou à roda do mundo infatigável,
porque mordeu a alma até aos ossos dela.
Libertemos devagar a terra onde acontecem milagres
como a água, a pedra e a raiz.
Cada um de nós é por enquanto a vida.
Isso nos baste.

postado por em 09-09-2005
Compartilhar

4 Comentários para “Na Ilha Por Vezes Habitada”


  1. Cibelle disse:

    Alguém podería me explicar o que Saramago quis dizer com esse poema (Na Ilha por vezes habitada)?


  2. Ederson Peka disse:

    Eu não.

    Talvez ele mesmo… TALVEZ…
    Com certeza, mais ninguém.


  3. Pedro Torres disse:

    Temos que ler a frase inteira para tentar uma interpretação:

    Na ilha por vezes habitada ‘ do que somos

    Jung certa vez disse que estávamos à duas doses do que realmente somos, como se vivêssemos sempre escondidos por trás de uma cortina que criamos para não revelarmos o nosso íntimo mais profundo.

    Então, no meu pensar imediato: o “Na ilha por vezes habitada”, refere-se a um momento de lucidez, ou de plenitude de consciência.

    Eu assim diria. E, como bom advogado:

    S.M.J.

    Beijo.

    Pedro Torres.


  4. Natalie Dowsley disse:

    Saramago é incrivelmente profundo na sua “descrição” do humano… e ele faz isto usando palavras simples, imagens simples… mas com conteúdos extremamente profundos e complexos!
    Acredito que as respostas dos dois colegas anteriores estão no caminho certo… =) porque, nas linhas de Saramago, tudo pode significar qq coisa… ou nada… e só tem sentido o que significar para mim, pois o que importa é o que posso ver.
    Grande abraço a todos!

Deixe Seu Comentário