Blog dos Poetas

Motivo

de

Eu canto porque o instante existe
e a minha vida está completa.
Não sou alegre nem sou triste:
sou poeta.

Irmão das coisas fugidias,
não sinto gozo nem tormento.
Atravesso noites e dias
no vento.

Se desmorono ou se edifico,
se permaneço ou se desfaço,
– Não sei, não sei. Não sei se fico
ou passo.

Sei que canto. E a canção é tudo.
Tem sangue eterno e asa ritmada.
E um dia sei que estarei mudo:
– mais nada.

postado por em 19-11-2002
Compartilhar

2 Comentários para “Motivo”


  1. caroline disse:

    eu amo esse poema gosto mais daquela parte ”sei que um dia estarei mudo mais nada


  2. Felipa disse:

    Há dia encontrei num blog este poema da Cecília, mas estava incompleto e nem mencionava o título. Mesmo assim gostei e coloquei-o num dos meus blogues.
    Hoje lembrei-me de procurá-lo neste blog e tive a felicidade de o encontrar na íntegra (acho eu). Tomei a liberdade de o copiar para o meu blog, espero que não se importem. Obrigada
    Um abraço

Deixe Seu Comentário