Blog dos Poetas

Matinal

de

Entra o sol, gato amarelo, e fica
à minha espreita, no tapete claro.
Antes de abrir os olhos, sei que o dia
virá olhar-me por detrás das árvores.

Ah! sentir-me ainda vivo sobre a face da Terra
enquanto a vida me devora…
Me espreguiço, entredurmo… O anjo da luz espera-me
Como alguém que vigiasse uma crisálida.

Pé ante pé, do leito, aproxima-se um verso
para a canção de despertar:
os ritmos do tráfego vibram como uma cigarra,

a tua voz nas minhas veias corre,
e alguns pedaços coloridos do meu sonho
devem andar por esse ar, perdidos…

postado por em 21-05-2012
Compartilhar

8 Comentários para “Matinal”


  1. EDILOY A.C.FERRARO disse:

    A comunicação poética deve transmitir as sensações de seu autor, de preferência numa troca com o leitor, transmitindo seu universo, identificando-se por vezes…Mário Quintana, nestes versos, narrando seu início de dia, nos familiariza e nos comove com suas observações e sentimentos…


  2. Guivre disse:

    Poesia de bom dia, isso é poeta de verdade!
    Fazer poesia com as coisas mais corriqueiras da vida.


  3. Antônio José disse:

    Lindo Poema!
    O amanhecer bem descrito e bem sensível.
    Compartilharei seu blog com familiares e amigos. Venha ver os meus poemas também.
    Obrigado.


  4. marcelcoronato disse:

    Ola, sou do site ensaioepoesia e queria fazer uma parceria com vocês. Eu linko vocês no meu site e vocês linkam o meu no seu. Como tratamos de tema parecidos, achei interessante

    Abçs
    Marcel


  5. Li Barbosa disse:

    Olá!
    Amei este blog!
    Sou poetisa e gosto de tudo o que fala de literatura e poesia, convido a todos para conhecer meu trabalho no blog http://www.autoralibarbosa.blogspot.com
    será um prazer receber novos participantes!
    Um abraço!
    Li Barbosa


  6. Mary Morais disse:

    Um poema que ilustra as manhãs de muita gente e onde a sensibilidade está demonstrada pelo escritor.

    Gostei =)


  7. Douglas disse:

    olá, Quintana sempre sábio com suas palavras.

    se tiver tempo visite o meu blog ok?

    http://doquesaofeitosospoetas.blogspot.com.br/

    abraços


  8. Osvaldo Zorzetto disse:

    Falar do sol do tapete da vida sendo devorada, contando o cotidiano com uma simplicidade muito gostosa, parabéns para o poeta que sabe escrever como poucos

Deixe Seu Comentário