Blog dos Poetas

Maria do Futuro

de

Duna branca, lua imensa, Maria deita
nua e branda como as nuvens que a lua enleita.
Duas tranças, uma flor e Maria enfeita
suas mansas curvas cheias que a areia aceita.

Era noite de verão,
vi o amor nascer num sorriso seu.
O luar me convidou,
o mar nos temperou e ela me envolveu…

Nessa rede ela prendeu
minha dor civil, minha solidão.
Nessa rede eu vi nascer minha liberdade.

Tua rede, minha sede,
e o amor te trouxe…
Quero ver o mar salgando teu seio doce…
E em cadeias de amor puro
viver guardado…
Joga areias do futuro no meu passado.

postado por em 11-03-2010
Compartilhar

5 Comentários para “Maria do Futuro”


  1. EDILOY ANTONIO CARLOS FERRARO disse:

    …Taiguara, teu canto é o lamento dos que refletem sobre a vida, mas cultivam esperanças, e mais, muito mais, a enfeita de palavras lapidadas, tal artífice, um escultor na pedra bruta… saudades de tuas canções, as que deixastes te imortalizam, nos remetem no presente às dores do passado, com pés firmes almejando o futuro….grande poeta !!!


  2. EDILOY ANTONIO CARLOS FERRARO disse:

    …Taiguara, teu canto é o lamento dos que refletem sobre a vida, mas cultivam esperanças, e mais, muito mais, a enfeita de palavras lapidadas, tal artífice, um escultor na pedra bruta… saudades de tuas canções, as que deixastes te imortalizam, nos remetem no presente às dores do passado, com pés firmes almejando o futuro….grande poeta !!!


  3. Mi disse:

    Lindo, este poema, de uma saudosa nostalgia e esperança no futuro. Não conhecia este autor, mas gostei.


  4. bruna disse:

    eu gostei muito da poesia não só porque meu nome é Maria mas porque é uma poesia que eu achei interessante.


  5. fabio disse:

    no lampejar do sorriso
    pode se ver o paraíso

Deixe Seu Comentário