Blog dos Poetas

Ilusão

de

Dizes que sou feliz. Não mentes. Dizes
Tudo que sentes. A infelicidade
Parece às vezes com a felicidade
E os infelizes mostram ser felizes!

Assim, em Tebas – a tumbal cidade,
A múmia de um herói do tempo de Ísis,
Ostenta ainda as mesmas cicatrizes
Que eternizaram sua heroicidade!

Quem vê o herói, inda com o braço altivo,
Diz que ele não morreu, diz que ele é vivo,
E, persuadido fica do que diz…

Bem como tu, que nessa crença infinda
Feliz me viste no passado, e ainda
Te persuades de que sou feliz!

postado por em 09-09-2007
Compartilhar

5 Comentários para “Ilusão”


  1. marina disse:

    é o tipo de poema que nos lê.
    Incrível.


  2. Acácio disse:

    Muito interessante, e também muito educativo. Parabéns.


  3. Ediloy Antonio Carlos Ferraro disse:

    …impressionante a veracidade desses versos, que realidade ferina traz suas leituras…Augusto dos Anjos, ressuscita sua verve, por vezes prolixa e sarcástica, mas que bofetada nos sacode, acima das veleidades dos véus das alegorias…


  4. elis disse:

    n conhecia esta ainda do Augusto. Adorei, vou add o site aos meus favoritos!


  5. Stéphanie disse:

    Mostra uma realidade impressionante, muito interessante. Ele mostra o pessimismo duma forma real, a realidade presente em seus versos são incrível.

Deixe Seu Comentário