Blog dos Poetas

És Terra

de

Que és terra, homem, e em terra hás de tornar-te,
Te lembra hoje Deus por sua Igreja;
De pó te faz espelho, em que se veja
A vil matéria, de que quis formar-te.

Lembra-te Deus, que és pó para humilhar-te
E como o teu baixel sempre fraqueja
Nos mares da vaidade, onde peleja,
Te põe à vista a terra, onde salvar-te.

Alerta, alerta, pois, que o vento berra.
Se assopra a vaidade e incha o pano,
Na proa a terra tens, amaina e ferra.

Todo o lenho mortal, baixel humano,
Se busca a salvação, tome hoje terra,
Que a terra de hoje é porto soberano.

postado por em 16-10-2011
Compartilhar

5 Comentários para “És Terra”


  1. EDILOY A C FERRARO disse:

    Na exuberância da verve deste poeta, enaltecida fica a verdade: ao pó viemos e a ele retornaremos…


  2. Camila O. disse:

    Que massa esse blog de poesia. Os que mais curto são Augusto dos Anjos, Cruz e Sousa, Fernando Pessoa e Florbela Espanca.

    Valeu!


  3. Rubem Dutra disse:

    Gostei muito e continuem a escrever, porque retrata quem é o homem, e quem é o Deus que fez o homem. somos como terra seca sem valor, se não for as chuvas de missericordias derramada sobre nossa vida a cada dia, é ela que nos faz melhores também a cada dia. valeu á mensagem.


  4. Fernando disse:

    Olá! Muito bom esse blog, bela iniciativa. Temos um blog onde todos podem postar poesias e cronicas, visitem-no! gavetalimpa.blospot.com


  5. shayene disse:

    nossa que legal

Deixe Seu Comentário