Blog dos Poetas

Despedida

de

Por mim, e por vós, e por mais aquilo
que está onde as outras coisas nunca estão
deixo o mar bravo e o céu tranqüilo:
quero solidão.

Meu caminho é sem marcos nem paisagens.
E como o conheces ? – me perguntarão.
– Por não Ter palavras, por não ter imagens.
Nenhum inimigo e nenhum irmão.

Que procuras ? Tudo. Que desejas ? – Nada.
Viajo sozinha com o meu coração.
Não ando perdida, mas desencontrada.
Levo o meu rumo na minha mão.

A memória voou da minha fronte.
Voou meu amor, minha imaginação…
Talvez eu morra antes do horizonte.
Memória, amor e o resto onde estarão?

Deixo aqui meu corpo, entre o sol e a terra.
(Beijo-te, corpo meu, todo desilusão !
Estandarte triste de uma estranha guerra…)
Quero solidão.

postado por em 25-09-2003
Compartilhar

4 Comentários para “Despedida”


  1. soraia disse:

    Legall seus blogs…. vc esta de parabens… e tem um fino gosto literário, raro hoje em dia em jovens
    soraia
    ciganita


  2. vera disse:

    Adorei…….simplesmente, maravilhoso, soube expressar em tão poucas palavras, que veio ao encontro do meu coração.


  3. luciana da costa disse:

    seria bom que seus blogs tivessem suas obras assim eu poderia sentir sua alma verdadeira


  4. Vinicius disse:

    Fábio, entrei por acaso no site, procurando por uma poesia de Cruz e Souza… Escolhi um nome ao acaso entre os blogueiros… e olha que coincidência… estudei física na USP São Carlos… concluí em 1995. Temos algo mais que o gosto pela poesia em comum 🙂
    Abraço.
    Vinicius

Deixe Seu Comentário