Blog dos Poetas

Desalento

de

Sim, vai e diz
Diz assim
Que eu chorei
Que eu morri
De arrependimento
Que o meu desalento
Já não tem mais fim
Vai e diz
Diz assim
Como sou
Infeliz
No meu descaminho
Diz que estou sozinho
E sem saber de mim

Diz que eu estive por pouco
Diz a ela que estou louco
Pra perdoar
Que seja lá como for
Por amor
Por favor
É pra ela voltar

Sim, vai e diz
Diz assim
Que eu rodei
Que eu bebi
Que eu caí
Que eu não sei
Que eu só sei
Que cansei, enfim
Dos meus desencontros
Corre e diz a ela
Que eu entrego os pontos

postado por em 17-12-2008
Compartilhar

4 Comentários para “Desalento”


  1. CAMILA LOURENÇO GALOTTI disse:

    LINDOS SÃO OS SEUS POEMAS


  2. CAMILA LOURENÇO GALOTTI disse:

    AMO SEUS POEMAS SÃO LINDOS DE MAIS


  3. Prof. Maurício disse:

    Vínícius de Morais é a própria poesia. Parabéns por ter postado “Desalento”.


  4. Concilia Sônia disse:

    Todos os poemas de Vinícius são maravilhosos. Nos alegra alma.

Deixe Seu Comentário