Blog dos Poetas

Clara

de

Não sabes, Clara, que pena
eu teria se – morena
tu fosses em vez de clara!
Talvez… quem sabe… não digo…
mas refletindo comigo
talvez nem tanto te amara!

A tua cor é mimosa,
brilha mais da face a rosa
tem mais graça a boca breve.
O teu sorriso é delírio…
És alva da cor do lírio,
és clara da cor da neve!

A morena é predileta,
mas a clara é do poeta:
assim se pintam arcanjos.
Qualquer, encantos encerra,
mas a morena é da terra
enquanto a clara é dos anjos!

Mulher morena é ardente:
prende o amante demente
nos fios do seu cabelo;
– A clara é sempre mais fria,
mas dá-me licença um dia
que eu vou arder no teu gelo!

A cor morena é bonita,
mas nada, nada te imita
nem mesmo sequer de leve.
– O teu sorriso é delírio…
És alva da cor do lírio,
és clara da cor da neve!

postado por em 16-08-2005
Compartilhar

5 Comentários para “Clara”


  1. Néia Rodrigues disse:

    Esse poema é perfeito. tenho uma filha de dois aninhos que sechama Maria Clara eu recito pra ela.Fiquei encantada quando conheci esse poema.Simplesmente lindo!!!


  2. Ana Clara disse:

    Muito bonito o poema,merecidamente consagradíssimo!


  3. clara disse:

    ola eu adorei esse poema vou recitar em mei orkut meu nome tb e clara.lindao…


  4. ANTONIO CABRAL FILHO disse:

    GOSTARIA QUE AJUDASSEM-ME A CONSEGUIR O/UM LIVRO DE “AUTA DE SOUZA”, POIS JÁ TIVE E EXTRAVIOU-SE AQUI DENTRO DE CASA…


  5. EDILOY A.C.FERRARO disse:

    Encantador jogada de palavras e sentidos, musicalidade expressa, cadenciada e bela, versos apaixonados, arrebatados de paixão.

Deixe Seu Comentário