Blog dos Poetas

Cançãozinha de Ninar

de

O mar o convalescente mira.
– Que pena, que pena no seu mirar! –
Como quem namora, suspira,
e quem tem medo de se enamorar.

Água, que pareces um ramo de flores,
o nome dos humanos amores
mora na espuma do mar…

O céu o convalescente mira.
– Que pena, que pena no seu mirar! –
Como quem vai morrer, suspira
e quem tem medo de ressuscitar.

Nuvem, que pareces um ramo de flores,
o nome dos humanos amores
mora no hálito do ar…

postado por em 14-04-2008
Compartilhar