Blog dos Poetas

Ausente, Pensativo, Solitário

de

Ausente, pensativo, solitário,
como se vos tivera ali presente
dou e tomo as razões ousadamente
firme em amor, em pensamento vário.

Quando venho ante vós com temerário
fervor renovo n’alma juntamente
quantos cuidados tive estando ausente,
que tudo em tal aperto é necessário.

Uns aos outros se impedem na saída
e querem cometer e não se abalam,
e vou para falar e fico mudo.

Porém meus olhos, minha cor perdida,
meu pasmo, meu silêncio, por mim falam,
e não dizendo nada, digo tudo.

postado por em 27-03-2006
Compartilhar

3 Comentários para “Ausente, Pensativo, Solitário”


  1. EDILOY A C FERRARO disse:

    Não conhecia este poeta, mas seu poema consegue dizer muito na narrativa de sua mudez, muito bom !


  2. david santos 8c disse:

    nao importa como voce seja as pessoas sempre acharao defeitos em nos,
    nao deixe de ser feliz por alguem que te fez mal….


  3. EDILOY A C FERRARO disse:

    …Mais de dois anos do primeiro comentário, venho reler e navegar neste soneto introspectivo, triste, e belo…

Deixe Seu Comentário