Blog dos Poetas

A Cegonha

de

Em solitária, plácida cegonha
Imersa num cismar ignoto e vago,
Num fim de ocaso, à beira azul de um lago,
Sem tristeza, quem há que os olhos ponha?

Vendo-a, Senhora, vossa mente sonha
Talvez, que o conde de um palácio mago,
Loura fada perversa, em tredo afago,
Mudou nessa pernalta erma e tristonha.

Mas eu, que em prol da Luz do pétreo, denso
Do Ser ou do Não-Ser tento a escalada,
Qual morosa, tenaz, paciente lesma,

Ao vê-la assim, mirar-se n’água, penso
Ver a Dúvida humana debruçada
Sobre a angústia infinita de si mesma!

postado por em 18-08-2006
Compartilhar

5 Comentários para “A Cegonha”


  1. maria da beras rasgadas disse:

    Bom eu maria da beiras rasgadas gostaria de dizer que eu sou fanatica por vc anibal teófilo.Vc é a minha paixao tudo pra mim !♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥meu amor♥♥♥


  2. maria da beras rasgadas disse:

    ☺☺☺meu amor!♥


  3. Lula Torgersen disse:

    Meu nome e Lula Torgersen e sou bisneta de Anibal Teofilo. Meu recem falecido pai, Arnaldo Rodrigues, foi escritor, pesquisador, poeta, literario e pintor, escreveu um livro robusto ‘A Vida e A Morte de Anibal Teofilo’ que nao teve tempo de publicar. Estou agora publicando seu trabalho em um site chamado Livro Virtual (http://www.livrovirtual.com/?a=163F9) e me daria enorme prazer poder utilizar seu site ai como referencia ao imortal Anibal Teofilo. Tambem poderia cita-lo em seu blog particular http://myblogarnaldorodrigues.blogspot.com/ , atualmente organizado e atualizado por minha mae Elza Rodrigues e irmas Cristina e Fatima Rodrigues. Por favor considere com carinho nosso pedido. Atenciosamente, Lula Torgersen


  4. EDILOY A C FERRARO disse:

    Há belezas nas cadências destes versos, trazendo imagens de fadas e lendas, onde o poeta, neste cenário onírico, traduz suas inquietações e questionamentos, muito belo !!!


  5. marie e samara disse:

    coloque mais sentimento;mais amor;mas apesar do meu comentario o poema é otimo

Deixe Seu Comentário