Blog dos Poetas

A Carta

de

Hoje encontrei dentro de um livro uma velha carta amarelecida,
Rasguei-a sem procurar ao menos saber de quem seria…
Eu tenho um medo
Horrível
A essas marés montantes do passado,
Com suas quilhas afundadas, com
Meus sucessivos cadáveres amarrados aos mastros e gáveas…
Ai de mim,
Ai de ti, ó velho mar profundo,
Eu venho sempre à tona de todos os naufrágios!

postado por em 09-03-2008
Compartilhar

1 Comentário para “A Carta”


  1. Ju disse:

    É do mar da vida e das profundezas do passado que não devemos deixar que nos faça naufragar…
    Pq o ontem ja foi hoje que se completou.

Deixe Seu Comentário