Blog dos Poetas

Das Pedras

de

Ajuntei todas as pedras
que vieram sobre mim.
Levantei uma escada muito alta
e no alto subi.
Teci um tapete floreado
e no sonho me perdi.

Uma estrada,
um leito,
uma casa,
um companheiro.
Tudo de pedra.

Entre pedras
cresceu a minha poesia.
Minha vida…
Quebrando pedras
e plantando flores.

Entre pedras que me esmagavam
Levantei a pedra rude
dos meus versos.

postado por em 23-11-2005
Compartilhar

  • Célia

    Cora…linda!
    []’s

  • Maravilhosa, perfeita!

  • Nique

    Nossa !

    Por issu qe dizem qe gosto não se discute …

    Mas não gostei ‘

  • marina ambrozio

    xauxau nao esqueca que deus te ama de mais a ore por minha mae alice vernechio goncalves

  • wanderleia

    Das Pedras
    quebrando pedras e plantando flores
    quanta dominio da emoção levantando as pedras rudes e transformando em versos maravilhosos.

  • …com seus olhos argutos, fêz das pedras do caminho, um aconchego em poemas, cobrindo espinhos com versos calmos, ditados pela sabedoria de sua alma doce, de sua insofismável fé na vida, no otimismo que impregna seu cantar, aparente triste pelo cenário desolado, irradiando esperanças… que poesia sentida, verdadeira a poetisa nos traz…

  • Ela encanta !

  • Deixo aqui uma homenagem a minha adora poetisa: Cora Coralina

    ” Uma voz me dizia, que um dia, isso ia acontecer…
    Li e reli pensamentos…
    Mergulhei na poesia…
    Com alegria;
    disse a deus a razão…
    Conheci a inspiração…
    Com paixão compus os primeiros versos…
    Singelos eles ganharam vida…
    No pensamento? O exemplo:
    Da poetiza brasileira, simples e faceira que
    conquistou o Brasil…
    Sua história?
    É parte da memória do país…
    Com orgulho me espelho no seu talento…
    E num breve momento as palavras vão nascendo…
    Como encantamento o sentimento ganha forma…
    E agora? Expresso para mundo o
    profundo desejo de escrever;
    Fazendo florescer a cada dia uma nova poesia…
    E essa flor? Dedico com amor…
    A eterna escritora, minha musa inspiradora… Cora Coralina.”
    Renata Saturnino.

  • felipa

    Também sou poeta, também escrevo versos e, como Cora Coralina, não fui além de 4 anos de escola. Meus versos são simples, poderia dizer que são apenas sentidos desconexos e pobremente descritos, mas tomar conhecimento de alguém como esta grande poeta (não gosto da palavra poetisa) dá-me coragem para lutar pelo meu sonho. O Brasil deveria orgulhar-se dos seus poetas e dá-los a conhecer ao mundo. Porque não editar um livro de Cora em portugal? Bem-hajam e continuem a divulgar esta linguagem dos deuses que é a poesia.

  • Li ”Nasci antes do tempo” de Cora Coralina e adorei, diz que quando ela era pequena ouvia dizer que quando coisa boa ou ruim acontecia a alguma pessoa ” fulano nasceu antes do tempo”. Então essa frase serviu de exemplo pra ela e também disse que se isso fosse verdade ” ela nasceu antes do tempo” ..
    Debda De Souza Rodrigues * Instituto Educacional Emmanuel :}

  • Grupo 9ºD – emmanuel

    O texto fala sobre as pedras da vida que sao os obstaculos e que temos que passar por todos e ergue a cabeça.

  • Sofia

    Os adolescente sao muito preconceituosos e nao se deixam levar (pelo menos a maioria deles) pela literatura e os poemas ricos que existem ai… Acho que sou uma exceção e me sinto feliz por ter sensibilidade para ver a beleza nas palavras de Cora.

  • valeria goulart

    quebrar pedras e plantar flores,sabedoria.

  • luciana oliveira

    Cora Coralina é uma das poetisas que mais me inspiram! Todos seus poemas e contos são ricos em lições motivadoras que nos faz ver a vida de uma forma mais otimista. Mulher sensacional. Que surjam mais poetisas como ela. Eu tenho um blog, quando crescer quero ser que nem ela.

    Ederson Peka, gosto muito do seu blog e gostaria de compartilhar com você uma ideia que se puder divulgar para seus leitores. Estaremos lançando uma coleção de 10 poemas no nosso blog http://poesiaexpoalma.blogspot.com.br/2016/01/surpresa.html chamada “Cartas para o meu amado”

    O objetivo é resgatar o amor antigo vividos pelas cartas que nossos avós trocavam na época que não setinha emails (já coisa do passado) e das mensagens instantâneas.

    Esse trabalho é fruto de um trabalho de observação e tem como maior motivação resgatar o romantismo que vem sido trocado por amores a jatos.

    Obrigada pela atenção!