Blog dos Poetas

A Bela e a Fera

de

Ouve a declaração, oh bela
De um sonhador titã
Um que dá nó em paralela
E almoça rolimã
O homem mais forte do planeta
Tórax de Superman
Tórax de Superman
E coração de poeta

Não brilharia a estrela, oh bela
Sem noite por detrás
Tua beleza de gazela
Sob o meu corpo é mais
Uma centelha num graveto
Queima canaviais
Queima canaviais
Quase que eu fiz um soneto

Mais que na lua ou no cometa
Ou na constelação
O sangue impresso na gazeta
Tem mais inspiração
No bucho do analfabeto
Letras de macarrão
Letras de macarrão
Fazem poema concreto

Oh bela, gera a primavera
Aciona o teu condão
Oh bela, faz da besta fera
Um príncipe cristão
Recebe o teu poeta, oh bela
Abre teu coração
Abre teu coração
Ou eu arrombo a janela

postado por em 28-02-2004
Compartilhar

6 Comentários para “A Bela e a Fera”


  1. amanda disse:

    pesimo o poema concreto é diferente não é esssa palhaçada que vcs escreveram ok não respondam que eu nãoposso perder tempo com besteiras idiotas como esse poema


  2. bruna disse:

    legal o poema


  3. disse:

    Como pode alcunhar certas pessoas
    de REI..
    o único rei que poderiasmos ter
    é O CHICO ( nem precisa chama-lo de rei e nem sobrenome apenas chico.

    ETA TUPINIQUINS!!!!


  4. O Tamanho do Meu Amor! by Antero Vaz de Andrade « Brasil Poesias disse:

    […] A Bela e a Fera […]


  5. Claudia disse:

    Gente pelo amos de Deus!

    Isso não é poema é música, faz parte da trilha sonora do musical “O grande circo místico” inspirado no poema homônimo do poeta Jorge de Lima.


  6. Isabella Oliveira disse:

    adorei o poema parebens alem de divertir é mto legal alguem concorda?

Deixe Seu Comentário